Portugal 2018

by Tiago Vilhena

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      €8 EUR  or more

     

  • Compact Disc (CD) + Digital Album

    Photos & Artwork by Caroooliiiiina aka. Carolina Maria

    Includes unlimited streaming of Portugal 2018 via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 5 days

      €10 EUR or more 

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
03:07
7.
8.
9.
10.

about

2018 foi o ano em que o Tiago Vilhena compôs e gravou as músicas do seu novo álbum que é
cantado quase na sua totalidade na língua de Portugal. Atingindo a maturidade no que diz
respeito à composição e à escrita, este renovado artista divulga um álbum de 10 músicas
filosóficas e relaxadas, introspetivas e reveladoras que acrescentam ao Curriculum musical
português uma nova expansão para a música de intervenção. Para além de ser apresentado
com um cunho ativista, “Portugal 2018” é também um álbum com alguma fantasia, falando-nos
de profetas, de dilemas da morte e da vida, de poções e de milagres. Questionando a
existência, incorporando e relatando experiencias de animais, criticando a inoportunidade,
elogiando a vida, a viagem e a simplicidade, este segundo álbum a solo do Tiago é uma
coletânea que pode tanto ser lida como ouvida.
Contrastando com o seu passado musical pop, psicandélico, rock, maioritariamente
influenciado pela música americana e inglesa, desta vez, Tiago Vilhena adopta uma postura
mais tradicional mas não apenas tradicional portuguesa. A música chilena e a música grega
são também duas grandes influências para o estado de espirito presente em “Portugal 2018”.
Este mesmo estado, é expresso através de progressões harmónicas arrojadas e que revelam
uma sensibilidade destacável para expressar emoções sem necessitar do uso da palavra,
apesar de lhe dar uso de qualquer das formas.

credits

released October 18, 2019

license

all rights reserved

tags

about

pontiaq Portugal

We put out records.

contact / help

Contact pontiaq

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Elixir do Bem Estar
Quanto vale um pouco do elixir do bem-estar
Tudo o que eu tenho ou mais é o que eu dava em seu lugar
Mas não tenho onde o encontrar

Tanto tempo passa que o propósito é mudança
Mudança nunca estagna falta um porto de segurança
Ou amor

E não vou brincar ao sol e ouvir o som
Da tristeza que me suga a força
Que me da vontade de sobreviver
E fazer do futuro um dom

Instável desde os pés até à ponta dos cabelos
Mas não vou deixar-me levar
Por um simples não meu

Tudo é brilhante visto do lado da luz
Tudo é amargo visto do lado do fardo
E há que aprender a ser

E não vou brincar ao sol e ouvir o som
Da tristeza que me suga a força
Que me da vontade de sobreviver
E fazer do futuro um dom
Track Name: Quem Me Trouxe ao Mundo
Quem me trouxe ao mundo
Depois da viagem passada
Passaram dias de risos e palmas
Guizos e tristes são os contos
Recantos desta dimensão
Quanto mais fundo procuro
Mais falta a compreensão
E não me basta aceitar um rumo
Aceito apenas o que eu presumo ser
E não é uma palavra que já me basta
Pra refletir o desejo de me tornar em
Racional com fundo mural
Não quero mais do que o banal
Vivo às portas do mal institucional
Oh Homem olha prá frente
Cria um mundo em mente
Dá valor aos valores de um ser mais à frente
De quantas guerras precisas de viver para aprender
Que o mal é um pequeno gesto que muda o mundo
Passam dias cria-se um mundo evolução
Às tantas olhas pra trás e já não tens perdão
Futuro é grande tu tens por onde ir
Pensa nos outros e verás a solução
E não me basta aceitar um rumo
Aceito apenas o que eu presumo ser
E não é uma palavra que já me basta
Pra refletir o desejo de me tornar em bom
Track Name: O Mar (feat. Zeca Medeiros)
Vai o mar pra cima do ventoso antepassado que não é lembrado
Passam vidas infinitas sem usar o conhecimento que é dado
Ai vou parar
De reclamar com o mar
E de luta formar
Pois tudo o que ultimar
A nada vai somar
Economia gera guerra e guerra gera tanta infelicidade
Tudo é uma oportunidade pra camuflar um gesto de maldade
Perde-se a vontade de participar, mostrar à humanidade um basta
Cria-se uma inercia doentia que não passa, Mas castra
Ai vou parar
De reclamar com o mar
E de luta formar
Pois tudo o que ultimar
A nada vai somar
Tanto é o bom samaritano desperdiçado que é desumano
O ano de 84 está pra chegar ai, que fardo
Tudo isto não passa de ficção dentro de uma mera canção
Olha agora para fora e fora verás uma confusão
Ai vou parar
De reclamar com o mar
E de luta formar
Pois tudo o que ultimar
A nada vai somar
Track Name: Fujo Para Sempre
Quantas vezes tenho eu de fugir
Para deitar fora o que não presta
Quantas vezes tenho eu de fugir
Pra conseguir voltar e não mudar

O braço a torcer é uma constante
E a ignorância consegue ir avante
Desliga a televisão vem à janela
Olha o mundo todo à tua espera

Fujo pra sempre
Se não me enquadro
E volto diferente
Pra não ser amargo

Quantas vezes tenho eu de fugir
Para deitar fora o que não presta
Quantas vezes tenho eu de fugir
Pra conseguir voltar e não mudar

O braço a torcer é uma constante
E a ignorância consegue ir avante
Desliga a televisão vem à janela
Olha o mundo inteiro à tua espera
Track Name: D'esta Vida (feat. April Marmara & Zé Simples)
Descalço numa via onde as garrafas de cerveja
Partem toda a noite e dia quatro horas passam a correr
e eu, aos poucos
vejo o que acontece
troca beija empurra salta bebe senta e dança,
fala olha trinca mija sente o dia a vir
tem calma amigo a vida é longa aproveita o vento
Acordo tarde e o dia avança o sol não tarda a ir para o mar
E quê? É mais um dia oh meu descansa
Um dia não são dias, usa o mal pro bem e lança
As ideias que partilham esses doidos criadores
É só mais esta vez já és velho prás andanças
Passado não se esconde gera vidas fascinantes
Este é um mentiroso o outro é um grande fardo
Tiro tempo do horário partilhando o meu mau humor
Juntos somos grupos de amigos imperfeitos
Tesos todo o dia nunca falta uma bebida
E não vou dizer mal d’esta vida
Calçado em chão de mármore e com cheiro a alecrim
Na mão um vinho bem bom, eu visto seda em todo o lado
E eu não vou dizer que não
Compro gasto e uso e aceito a tentação
Usufruo do que tenho para ter mais diversão
E não vou dizer mal d’esta vida
A mim só me importa viajar e visitar
O mundo todo a este e oeste, a norte e a sul do meu país
Ver grutas e castelos e cascatas e mesquitas
Repletas de cultura doutros tempos bem catitas
E não vou dizer mal d’esta vida
Track Name: Os Profetas
Andas à procura d’agua
Incentivado pela sede
Queres viver à beira do mar
Incentivado pelo sonho
Não digas mais nada
És uma alma enganada

Queres amar e ser amado
Incentivado pela solidão
Não aceitas ser ultrapassado
Em vão
Não digas mais nada
És uma alma enganada

Que tiras da vida, nada
Que tiras da vida, nada

A todos os Homens desta terra
A morte chegará
Dizem os Profetas
Depois da morte viverás
Track Name: Cabaço Vai Morrer
Dizem-me alguns que o mundo é grande
Dizem-me alguns que o mundo é curto
Troco os olhos de cansaço
Cruzo os braços de embaraço
Pinto os olhos de um palhaço
E bebo um bagaço
Pois compreensão
É coisa de cabaço

Estudo o prazer da sensação
Aceito o dizer da informação
Mas de que vale saber Platão
Que o Nero é rei, Toulouse anão
Quando ao fim ao cabo é em vão
A paz não passa de um perdão
Pois compreensão
É coisa de cabaço

Se passa o cabaço
Cabaço vai morrer
Cabaço vai morrer
Cabaço vai morrer
Track Name: Um Pouco ao Lado
Anda um pouco mais para o apanhar
Anda um pouco ao lado para o observar
Tu vais ver que o vais
Encantar com o teu olhar de mau..............
Track Name: Milagre da Oportunidade
Oh Homem para de brincar com tudo
O que aparece no teu mundo
Pois nem tudo é prá piada
Apenas o que é para o ser
Tens de aprender
O milagre da oportunidade
Mas tu só queres ferver

Está longe o dia em que eu vou suportar
Lidar com todo o charlatão e com o ladrão
Com o parvalhão
E com a ambição do e eu não sou mundo em meu redor que não tem coração
Nem mansidão

Oh Homem não me interpretes mal
Que eu não sou só um pessimista
Também acredito num futuro bom
Mas é que eu hoje vi o telejornal
E é tanto o mal
Que é surreal

E quando este mundo
Juntar pobre com o rico
E muçulmano com o cristão
E russo com o americano
Não será em vão
Track Name: Chill Wild Life
É o Mar
É o Sol
É o luar
E é o ar

É o Mar
É o Sol
É o luar
E é o ar

É o sol que dá valor ao luar
E é o mar que dá valor ao ar

É o Mar
É o Sol
É o luar
Estou num bar

É o Mar
É o Sol
É o luar
E é o ar

On the edge of the rainbow
Lies the answer to you

If you like Portugal 2018, you may also like: